terça-feira, 31 de março de 2009

Atitudes que favorecem o sucesso dos filhos na escola


1. Fale sempre bem da escola para criar em seu filho uma expectativa positiva em relação aos estudos.


2. Abrace-o e deseje coisas boas a ele quando estiver de saída para a aula.

3. Na volta, procure saber como foi o dia dele, o que aprendeu e como se relacionou com todos.

4. Conheça o professor e converse com ele sobre a criança e o trabalho dela na escola.

5. Em caso de notas baixas, não espere ser chamado: vá à escola para saber o que está acontecendo.

6. Mantenha uma relação de respeito, carinho e consideração com todos os professores.

7. Resolva diretamente os problemas entre você, seu filho e o professor e só recorra a outros em último caso.

8. Crie o hábito de observar os materiais escolares e ajude nas lições de casa.

9. Quando seu filho estiver com problemas, compartilhe-os com a escola sem omitir fatos nem julgar atitudes.

10. Comente com amigos e parentes os êxitos escolares dele, por menores que sejam, para reforçar a auto-estima e a autoconfiança.

*adaptado da cartilha elaborada por Antonio Carlos Gomes da Costa e Odelis Basile para a EE Rodrigues Alves, em São Paulo

Provinha Brasil



A Provinha Brasil é um instrumento de avaliação que possibilita a realização de um diagnóstico do nível de alfabetização das crianças das redes públicas de ensino, matriculadas no segundo ano de escolarização do ensino fundamental. Criada em 2008, a Provinha Brasil, está prevista no Compromisso Todos pela Educação do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), do Ministério da Educação. Com esta avaliação, o MEC tem o intuito de oferecer aos gestores públicos e aos professores informações sobre o nível de alfabetização dos alunos logo no começo do processo de aprendizagem, permitindo assim intervenções com vistas à correção de possíveis insuficiências apresentadas nas áreas de leitura e escrita. A prova é aplicada na própria escola pelo professor e avalia alunos no segundo ano do ensino fundamental. Nos casos em que o resultado não for satisfatório, serão criadas as condições para correção do problema, como aulas de reforço. A proposta é ter um resultado da qualidade do ensino e prevenir o diagnóstico tardio das dificuldades de aprendizagem.

Segurança na Internet

Segurança na Internet é um assunto que vem merecendo cada vez mais atenção do público em geral uma vez que hoje em dia, atacar e invadir computadores pessoais conectados na rede mundial não é apenas peraltice de adolescente "rebelde sem causa" mas também ação organizada de quadrilhas de fraudadores e estelionatários.
Se proteger no "mundo virtual" pode ser um pouco trabalhoso, mas é importante para evitar transtornos maiores. Algumas dicas sempre são úteis:
1- Saia usando Logout, Sair ou equivalente
Muita gente simplesmente sai do site fechando a janela do navegador de internet ou entrando em outro endereço. Isso é arriscado, pois o site não recebeu a instrução de encerrar seu acesso naquele momento e alguém mal-intencionado pode abrir o navegador de internet e acessar as informações de sua conta.

2 - Crie senhas difíceis de serem descobertas
Não utilize senhas fáceis de serem descobertas, como nome de parentes, data de aniversário, placa do carro, etc. Dê preferência a seqüências que misturam letras e números

3 - Mude a sua senha periodicamente
Além de criar senhas difíceis de serem descobertas, é essencial mudá-las periodicamente, a cada três meses, pelo menos.

4 - Use navegadores diferentes
Se ainda assim preferir utilizar o Internet Explorer, use um navegador alternativo nos sites que você considerar suspeitos (páginas que abrem muitas janelas, por exemplo).

5 - Cuidado com downloads
Se você usa programas de compartilhamento de arquivos, como eMule, ou costuma obter arquivos de sites especializados em downloads, fique atento ao que baixar. Ao término do download, verifique se o arquivo não possui alguma coisa estranha, por exemplo, mais de uma extensão (como cazuza.mp3.exe), tamanho muito pequeno ou informações de descrição suspeitas, pois muitos vírus e outras pragas se passam por arquivos de áudio, vídeo e outros para enganar o usuário. Além disso, sempre examine o arquivo baixado com um antivírus.
Também tome cuidado com sites que pedem para você instalar programas para continuar a navegar ou para usufruir de algum serviço.

6 - Atente-se ao usar Windows Live Messenger, Google Talk, AIM, Yahoo! Messenger, entre outros
É comum encontrar vírus que exploram serviços de mensagens instantâneas, tais como o Windows Live Messenger (antigo MSN Messenger), Yahoo! Messenger, entre outros. Essas pragas são capazes de, durante uma conversa com um contato, emitir mensagens automáticas que contém links para vírus ou outros programas maliciosos.
Mesmo durante uma conversa, se receber um link que não estava esperando, pergunte ao contato se, de fato, ele o enviou. Se ele negar, não clique no link e avise-o de que seu computador pode estar com um vírus.



7 - Cuidado com e-mails falsos


Recebeu um e-mail dizendo que você tem uma dívida com uma empresa de telefonia ou afirmando que um de seus documentos está ilegal, como mostra a imagem abaixo?
Ou, ainda, a mensagem te oferece prêmios ou cartões virtuais de amor? Te intima para uma audiência judicial? Contém uma suposta notícia importante sobre uma personalidade famosa? É provável que se trate de um scam, ou seja, um e-mail falso. Acesse o link abaixo para saber como lidar com e-mails falsos:





8 - Evite sites de conteúdo duvidoso
Muitos sites contêm em suas páginas scripts capazes de explorar falhas do navegador de internet, principalmente do Internet Explorer. Por isso, evite navegar em sites de conteúdo hacker ou que tenham qualquer conteúdo duvidoso.


9 - Cuidado com anexos de e-mail
Essa é uma das instruções mais antigas, mesmo assim, o e-mail ainda é uma das principais formas de disseminação de vírus. Tome cuidado ao receber mensagens que te pedem para abrir o arquivo anexo, principalmente se o e-mail veio de alguém que você não conhece



10 - Atualize seu antivírus e seu antispyware
Muita gente pensa que basta instalar um antivírus para o seu computador estar protegido, mas não é bem assim. É necessário atualizá-lo regularmente, do contrário, o antivírus não saberá da existência de vírus novos. Além disso, use um antispyware com freqüência para tirar arquivos e programas maliciosos de seu computador. Uma boa opção é o Spybot. Assim como o antivírus, o antispyware também deve ser atualizado para que este conheça pragas novas.

Finalizando
Se proteger no "mundo virtual" pode ser um pouco trabalhoso, mas é importante para evitar transtornos maiores. A maioria dos golpes e das "ciladas" pode ser evitada se o usuário estiver atento, por isso é recomendável praticar as dicas mencionadas aqui. Se quiser ir mais a fundo, o InfoWester possui outras matérias que lidam com segurança.


Uma reportagem da tv Cultura em 1990 mostra como foi o primeiro vírus a infectar computadores no Brasil.
O curioso é que, para evitar a ação do virus em computadores já infectados; simplesmente deixar de usá-lo no dia 6 de março (isso à 19 anos atrás).







domingo, 22 de março de 2009

Dia Mundial da Água


Hoje é o dia mundial da água e o gasto de água na fabricação dos produtos escolares pode ser citado como exemplo para se tentar entender o impacto ambiental das compras de volta às aulas. Para fazer uma folha de papel de tamanho A4 são consumidos cerca de 10 litros de água. Dessa forma, uma classe com 30 alunos cuja lista de materiais pede que cada estudante compre um pacote com 100 folhas desse tipo de papel a cada ano, gera um consumo de cerca de 3 mil folhas, ou seja, um gasto de 30 mil litros de água para a produção desse material.
O lançamento de produtos sustentáveis e com tecnologia que confirmam a preocupação com a preservação do meio ambiente. Para se ter uma idéia, a Faber-Castell produz anualmente cerca de 1,8 bilhão de EcoLápis de madeira. Uma parte desse volume é exportada para mais de 70 países.
O brasileiro está no topo da lista dos maiores consumidores de água no mundo. Cada pessoa consome 200 litros de água por dia. O número é cinco vezes maior do que o recomendado pela OMS, que é de 40 litros. Escovar os dentes com a torneira aberta, lavar o carro ou molhar as plantas com mangueira, também são hábitos que ajudam a aumentar o consumo.

sexta-feira, 20 de março de 2009

Pen Clean - Remova vírus do pendrive

O Pen Clean é um software desenvolvido especialmente para remover vírus e outras ameaças dos pendrives e/ou quaisquer unidades de discos.
A interface do programa é bem simples de utilizar, basta selecionar a unidade, marcar se quer fazer uma verificação completa no computador ou somente na unidade selecionada e clicar no botão “Verificar”. Tudo muito simples e prático.
Ao terminar a verificação o programa automaticamente gera um arquivo de log com as informações sobre a análise.
O programa não precisa de instalação e é free, ou seja, grátis.
Para fazer o download do programa basta visitar o site oficial e baixar a versão mais recente ou clique aqui.

quarta-feira, 18 de março de 2009

Aprenda com as diferenças

Lugar de criança é na escola certo?
E quando ela é portadora de deficiência?
Até pouco tempo, alunos assim estudavam em instituições separadas. Mas isso está mudando, ainda bem!
A inclusão é conseqüência de uma escola democrática.
Muitos pais ainda têm medo de que o ensino piore com a entrada desses alunos, mas isso não acontece. Pelo contrario: todos ganham quando estudam em uma escola inclusiva.
Descubra aqui os motivos:
Estudar em uma escola inclusiva é bom porque seu filho...
Fica mais responsável.
Por quê?
Em uma escola inclusiva, as crianças se preocupam com o bem estar do próximo.
Na prática:
Em salas com crianças portadoras de deficiência auditiva, por exemplo, os outros aprendem que, se não ficarem em silêncio, atrapalham o aprendizado do coleguinha.
Se torna solidário.
Por quê?
Seu filho aprenderá a conviver com as diferenças sem sentir pena.
Na pratica:
Os alunos mesmo se oferecem para ajudar os colegas Em um ambiente assim, seu filho será uma pessoa mais disposta a auxiliar os outros sem esperar nada em troca.
3 – Ganha tolerância.
• Por quê ?
A inclusão mostra que respeitar as diferenças não impede os alunos de criar laços verdadeiros de tolerância e amizade.
• Na prática:
Esperar o coleguinha completar uma atividade, respeitar o tempo que ele leva para sair da sala ou criar brincadeiras das quais ele possa participar são bons exemplos de tolerância.
4 – Aceita todos como iguais.
• Por quê ?
A criança passa a olhar para o próximo não mais como um portador de deficiência, mas como alguém que possui direitos iguais ao dela.
• Na prática:
Engana-se quem pensa que o filho se sentirá incomodado em ter colegas portadores de deficiência. As crianças entendem e aceitam as diferenças com mais facilidade que os adultos.
5 – Desenvolve o espírito de cooperação.
• Por quê ?
Colaborar com os colegas, ensina seu filho a lidar com as dificuldades dele e dos outros. Com o tempo, essa postura cooperativa vira um valor natural.
• Na prática:
Empurrar a cadeira de rodas do amigo, tirar obstáculos da frente para que ele possa passar, ler textos para ele escutar, acompanha-lo durante o recreio, se oferecer para fazer um trabalho em conjunto... Todos esses comportamentos ajudam a tornar mais sólida a amizade entre as crianças.
6 - Aprende a lidar com as frustrações.
• Por quê?
Ao ver um portador de deficiência ser capaz de lidar com as próprias limitações, a criança descobre que as pequenas vitórias podem ser muito importantes na vida.
• Na prática:
Quando seu filho não conseguir completar uma atividade, o time dele perder um campeonato ou ele tirar uma nota ruim numa prova, não se sentirá diminuído nem com a auto estima em baixa. Ele saberá que não há nada demais em pedir ajuda e poderá batalhar por um resultado melhor da próxima vez.
7 – Aumenta o rendimento escolar.
• Por quê?
O compromisso com que o coleguinha que consegue aprender traz benefícios à turma toda.
Na prática:
De acordo com pesquisas, uma classe tem maior rendimento quando sabe ficar em silêncio nas horas certas, participa das atividades e promove a inclusão. E isso se reflete, de maneira positiva, nas notas de todos os alunos!
Sem contar que sendo solidários, as crianças compartilham conhecimentos e, no que tange a aceitação, seu filho passa a olhar todos como iguais e, cooperando, com a prática, ajudar o outro vira algo natural.
“Não basta assegurar o direito à inclusão; é preciso assegurar a inclusão.”

Nilsa Monteiro.

9 Verdades e 1 Mito sobre o IDEB.

1 - O índice de desenvolvimento da Educação Básica mede a qualidade do ensino público no País.
2 - Revela se os alunos de escola pública estão aprendendo o que precisam na idade certa.
3 - Indica a qualidade de ensino da escola de seu filho, do seu Município e do seu Estado.
4 - Toda escola pública tem uma nota de 0 a 10 no IDEB. Quanto maior a nota, melhor a qualidade do ensino na escola.
5 - Uma nova nota do IDEB é divulgada a cada dois anos.
6 - O ideal seria que toda escola pública tivesse uma nota igual ou superior a 6.
7 - O resultado mais recente do IDEB aponta uma média nacional de 4,2 para as séries iniciais do ensino fundamental;
• 3,8 para as últimas do ensino fundamental;
• 3,5 para a do ensino médio.
8 - Houve uma evolução em relação à nota anterior do IDEB, mas não há o que comemorar. A meta é atingir nota 6 de média em 2022.
9 - Toda escola pública possui uma meta individual no IDEB.

O MITO.
Quem tem filhos em escola particular não precisa saber o que é IDEB.
Educação pública de qualidade é responsabilidade de todos. Verifique o IDEB de sua cidade e cobre os seus governantes.



Galhardo em ação;

terça-feira, 17 de março de 2009

Equipe Gestora - Escola Galhardo

Laura Aparecida Prado, Valéria Leite Mello e Nilsa Maria Monteiro de Souza
Palavras da Diretora:

Até que enfim temos um Blog. É um sonho acalentado há muito tempo. Queríamos um espaço aberto, isto é, onde todos pudessem ver e participar do cotidiano da nossa querida “Galhardo”... Todos podem e devem acessar, conhecer a cultura, soltar a imaginação. Nós, educadores, queremos os pais como aliados no ensino dos filhos. Nossa Escola visa um ensino de Qualidade. Temos um corpo administrativo empenhado para que tudo aconteça de melhor para nossa instituição, tendo como prioridade, o aluno. Temos também um corpo docente dedicado e atuante, funcionários que executam seu trabalho com responsabilidade, eficiência e amor. Nossa escola procura vivenciar uma realidade onde se busca vencer o desafio de garantir o acesso e a permanência do aluno, com sucesso, bem como a qualidade dos serviços prestados por ela; visto que a sociedade está cada vez mais exigente em relação à formação plena do cidadão consciente, crítico e participativo, em consonância com o que pauta a LDB nº 9.394/96. Para nós, o grande desafio do sistema educacional e dos educadores é fazer com que os alunos tenham sucesso no sentido global, “aprendendo a conhecer, a fazer, a conviver e a ser”, baseando-se no respeito, na autonomia e na responsabilidade. O Blog foi uma conquista de nossa Escola e, nossa equipe, espera que muitos internautas acessem o nosso portal, nos dêem sugestões, opiniões e que os pais participem ativamente de mais esta conquista.
Nilsa Monteiro

Livro de geografia da rede estadual de SP tem dois Paraguais

É um escândalo o livro de geografia que o governo do estado distribuiu para alunos do 7º ano (6ª série) do ensino fundamental. O mapa da América do Sul está cheio de erros. Tem país sobrando e país faltando. Impressiona a falta de cuidado, tem até nome de país repetido. E as informações erradas estão chegando para os alunos da rede pública estadual. Foi invertido o Paraguai com Uruguai e colocando o nome do Paraguai dentro da Bolívia. Além disso o Equador não aprece no mapa. Sem isso, o aluno não tem informação para responder à seguinte questão, na página ao lado: Quais são os países sul-americanos que não fazem fronteira com o Brasil? "Aquele livro que está destinado a aluno do 7º ano (6ª série) pode ficar na biblioteca e também atender a pesquisa de menino do 6º ano (5ª série). Isso acaba multiplicando o erro, porque inclui o número de alunos que vão usar esse livro hoje e pelos tantos que possam ter acesso a esse livro anos seguidos.” disse uma educadora da USP.


Huguette Theodoro, gerente pedagógica da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, disse que 500 mil livros foram impressos com o erro e que todos os exemplares distribuídos com a falha nos mapas serão recolhidos. A Fundação Vanzolini, que preparou os livros.
Clique na imagem para ampliar as fotos.

sexta-feira, 13 de março de 2009

Mutirão de Limpeza contra a Dengue



A prefeitura municipal de Guaratinguetá disponibilizou a população um caminhão que passará nas ruas recolhendo latas, pneus, garrafas, copinhos de iogurte, copos descartaveis, tampinhas de garrsfas, casca de ovo e outros tipos de vasilhames e/ou outros objetos que possam acumular água. Participe do mutirão de limpeza.

Veja o dia em que o caminhão passará no seu bairro:
Junte todos os objetos que possam acumular água e coloque na porta de sua casa, na calçada.
O problema é de todos. A solução também. Elimine de sua casa e quintal os objetos que acumulem água.



quinta-feira, 12 de março de 2009

Aulas de Natação e Atletismo


Aulas de Natação:

As aulas de natação acontecerão em novo local, na Guarda Mirim, nas quartas-feiras e sexta-feiras. Os horarios serão: no periodo da manhã das 8h. às 11h.. Já no periodo da tarde as aulas serão das 14h. às 18h..





Aulas de Atletismo:

As aulas de atletismo acontecerão no ginasio de esportes do pedregulho, as segundas-feiras e sexta-feiras. Os horarios serão das 8h. às 10h. durante a manhã e a tarde serão das 16h. às 18h.



Os interessados deverão comparecer no respectivo local onde serão realizadas as atividades e proceder as inscrições.
A Direção

Este post é apenas para divulgação e não há vinculo entre a escola Galhardo e os professores.

Projeto: A Floresta Poluída

As professoras Solange e Ana Lúcia levaram seus alunos do 4º ano do periodo da tarde para assistirem ao filme Wall-e, que ganhou o Oscar em 2009 pela categoria melhor animação. O filme é uma motivação para o projeto "A Floresta Poluída". A mensagem que passaram as crianças é: "Precisamos fazer alguma coisa pelo nosso planeta enquanto ha tempo. Não queremos apenas sobreviver queremos viver".
Wall-e significa "Waste Allocation Load Lifter Earth-Class", que significa mais ou menos: empilhadeira de alocação de lixo classe terrestre. Assista ao trailer do filme Wall-e.



video

quarta-feira, 11 de março de 2009

Aulas gratuitas de Futsal



Crianças interessadas em aprender ou praticar Futsal, agora tem uma opção. Na quadra do Jardim Coelho Neto o professor Paulo (também conhecido como Paulão) dará aulas de futsal para crianças de 9 a 12 anos. As inscrições serão neste mesmo local e os interessados deverão comparecer com os pais as 14 horas. As aulas serão gratuitas e acontecerão as segundas-feiras, terças-feiras e quintas-feiras.

Este post é apenas para divulgação e não há vínculo entre o professor e a escola Galhardo.

IDEB - Índice de Desenvolvimento da Educação Básica

Em 2007, foi criado o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb ). O indicador, que mede a qualidade da educação, foi pensado para facilitar o entendimento de todos e estabelecido numa escala que vai de zero a dez. A partir deste instrumento, o Ministério da Educação traçou metas de desempenho bianuais para cada escola e cada rede até 2022. O novo indicador utilizou na primeira medição dados que foram levantados em 2005. Dois anos mais tarde, em 2007, ficou provado que unir o país em torno da educação pode trazer resultados efetivos.
A média nacional do Ideb em 2005 foi 3,8 nos primeiros anos do ensino fundamental. Em 2007, essa nota subiu para 4,2, ultrapassando as projeções, que indicavam um crescimento para 3,9 nesse período. O indicador já alcançou a meta para 2009. Se o ritmo for mantido, o Brasil chegará a uma média superior a 6,0 em 2022. É o mesmo que dizer que teremos uma educação compatível com países de primeiro mundo antes do previsto.
Com o Ideb, os sistemas municipais, estaduais e federal de ensino têm metas de qualidade para atingir. O índice, elaborado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep /MEC), mostra as condições de ensino no Brasil. A fixação da média seis a ser alcançada considerou o resultado obtido pelos países da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), quando se aplica a metodologia do Ideb em seus resultados educacionais. Seis foi a nota obtida pelos países desenvolvidos que ficaram entre os 20 mais bem colocados do mundo.
A partir da análise dos indicadores do Ideb, o MEC ofereceu apoio técnico ou financeiro aos municípios com índices insuficientes de qualidade de ensino. O aporte de recursos se deu a partir da adesão ao Compromisso Todos pela Educação e da elaboração do Plano de Ações Articuladas (PAR).
Em 2008, todos os 5.563 municípios brasileiros aderiram ao compromisso. O ministro da Educação, Fernando Haddad, telefonou pessoalmente para os 15 últimos prefeitos que ainda não haviam assinado o termo de adesão. No dia 30 de julho deste ano, foi completada a inscrição de 100% dos municípios brasileiros. Assim, todos os municípios e estados do Brasil se comprometeram a atingir metas como a alfabetização de todas as crianças até, no máximo, oito anos de idade.
O MEC dispõe de recursos adicionais aos do Fundo da Educação Básica (Fundeb) para investir nas ações de melhoria do Ideb. O Compromisso Todos pela Educação propõe diretrizes e estabelece metas para o Ideb das escolas e das redes municipais e estaduais de ensino.

Assessoria de Comunicação Social

terça-feira, 10 de março de 2009

O Ensino Fundamental de 9 Anos



Prevista na Lei nº 9.394/96, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), as escolas municipais aderiram ao ensino fundamental de nove anos mas, por que o ensino fundamental a partir dos seis anos?
Conforme recentes pesquisas do IBGE, Censo Demográfico 2000, reforça o propósito de ampliação do Ensino Fundamental para nove anos, uma vez que permite aumentar o número de crianças incluídas no sistema educacional.
Crianças da escola pública deverão ser as mais beneficiadas, uma vez que as da classe média e alta já se encontram majoritariamente incorporadas ao sistema de ensino – na pré-escola ou na primeira série do Ensino Fundamental.
A opção pela faixa etária dos 6 aos 14 e não dos 7 aos 15 anos para o Ensino Fundamental de nove anos segue a tendência das famílias e dos sistemas de ensino de inserir progressivamente as crianças de 6 anos na rede escolar.
A inclusão pode ser implementada positivamente na medida em que podem levar a uma escolarização mais construtiva. Isto porque a adoção de um ensino obrigatório de nove anos iniciando aos seis anos de idade pode contribuir para uma mudança na estrutura e na cultura escolar.
No entanto, não se trata de transferir para as crianças de seis anos os conteúdos e atividades da tradicional primeira série, mas de conceber uma nova estrutura de organização dos conteúdos em um Ensino Fundamental de nove anos, considerando o perfil de seus alunos.
O objetivo de um maior número de anos de ensino obrigatório é assegurar a todas as crianças que tenham um tempo maior de convívio escolar, maiores oportunidades de aprender e, com isso, uma aprendizagem ampla. É evidente que a maior aprendizagem não depende do aumento do tempo de permanência na escola, mas sim do emprego eficaz do tempo. A associação de ambos deve contribuir significativamente para que os educandos aprendam mais.
Seu ingresso no Ensino Fundamental obrigatório não pode constituir-se em medida meramente administrativa. O cuidado na seqüência do processo de desenvolvimento e aprendizagem das crianças de seis anos de idade implica o conhecimento e a atenção às suas características etárias, sociais e psicológicas. As orientações pedagógicas, por sua vez, estarão atentas a essas características para que as crianças sejam respeitadas como sujeitos do aprendizado.

Clique aqui para ver na integra as orientações gerais.
Clique aqui para ver o Relatório do Programa.

segunda-feira, 9 de março de 2009

Entrega Kit Escolar

Na presença dos professores, diretores e coordenadora, as crianças receberam o kit escolar doado pelo Grupo EDP Energias do Brasil. Para a entrega dos kits o Instituto contou novamente com a importante ajuda dos voluntários como o eletricista de rede, Edson Donizete dos Santos e o técnico de segurança, Antonio Gomes.
Neste ano a novidade foi a mochila com o personagem de sustentabilidade do grupo. O pátio da escola virou passarela, onde as crianças desfilaram mostrando o novo modelo da bolsa que vira uma mochila, não mais um embornal, como era o ano passado. Ao todo cerca de 20 mil alunos de 72 escolas de cinco estados em que o grupo está presente receberão o kit escolar e entre elas a EMEF Prof. José Benedito Averaldo Galhardo e as escolas vinculadas como a PEM Deonice Gomes Correa de Carvalho e a PEM Maria Senna Bitencourt. A volta às aulas, no início do ano letivo, é marcada pela entrega do kit composto por cadernos, lápis, borracha, canetas, apontador, régua, caixa de giz de cera e de lápis de cor, mochila, tesoura e cola.

quinta-feira, 5 de março de 2009

Quem foi professor Galhardo

José Benedito Averaldo Galhardo nasceu em Guaratinguetá, a 30 de Janeiro de 1930, dos pais Rosa e Benedito.
Iniciou seus estudos no grupo escolar “Dr. Flamínio Lessa”, transferindo-se, depois, para a então Escola Normal “Conselheiro Rodrigues Alves”.
Em 1953 forma-se professor primário em primeiro lugar sendo, por isso, contemplado com a cadeira-prêmio no Grupo Escolar no Bairro de Santa Rita, na cidade de Aparecida, onde toma posse dia 21 de setembro, dia da árvore.
Em 1969, brilhantemente, forma-se advogado na faculdade de direito de Taubaté.
Esposo de Ilka, pai estremoso de José Benedito e Gisele Beatriz, continua Galhardo na sua missão de luta e trabalho pela educação.
Exerce a função de professor primário no Grupo Escolar “Dr. Flamínio Lessa”.
Em 1970 é nomeado Diretor do Departamento de Educação de nossa prefeitura municipal.
É escolhido, merecidamente, o primeiro presidente de nosso MOBRAL ( Movimento Brasileiro de Alfabetização).
Seu apego à sua terra natal não lhe permite aproveitar as oportunidades rendosas que lhe são oferecidas longe de Guaratinguetá.
Seu amor às crianças o mantém preso ao magistério primário e o trasnforma numa força sempre dedicada à causa de ensino.
No entanto, desde muito cedo, a sombra amarga e perigosa de uma enfermidade, nunca diagnosticada, ataca-o, impiedosamente desde a adolescência e aos quarenta e dois anos de idade, tão jovem, tão cheio de sonhos, tão disposto a realizar mais e mais, tem sua vida ceifada. É o dia 19 de dezembro de 1972.
Equipe Galhardo